* * Cantinho da Professora Gina de Paula * *: PROJETO COPA DO MUNDO

*****

Olá!

Visitante número:

****

Contador On Line

Seja seguidor(a)

Para seguir um blog...

Basta clicar em "SEGUIR" e colocar seu email.
Estou te esperando heim...

Seguidores

Os comentários são o maior estímulo para este trabalho.

Os comentários são o maior estímulo para este trabalho.

Confecção própria

terça-feira, 1 de junho de 2010

PROJETO COPA DO MUNDO



* RUMO AO HEXA ZULEIMA FORTES FARIA!!!*
* TRABALHO REALIZADO COM ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL*
* LIVRINHOS CONFECCIONADOS SOBRE A COPA DO MUNDO *



* RUMO AO HEXA DR. SILVA MELLO!!!*
* TRABALHO REALIZADO COM ALUNOS DO ENSINO MÉDIO *
* APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS SOBRE A COPA DO MUNDO *

Campeonato realizado de 4 em 4 anos, em 2010 a Copa do Mundo será sediada pela primeira vez na África do Sul. Os africanos já estão sentindo a energia com as eliminatórias da Copa, também realizadas no país. Aproveite o maior evento de futebol do planeta para tratar não apenas do esporte, uma das grandes paixões brasileiras, mas também das nossas raízes culturais africanas e do respeito à diversidade. O futebol no Brasil não é um esporte. É o jogo da bola, da malícia, do drible. É o jogo que reflete a própria nacionalidade de uma terra dominada pela paixão da bola. No espaço do jogo, o futebol brasileiro é capaz de esquecer o próprio objetivo do gol, convicto de que a virtude sem alegria é uma contradição. Ganhemos a Copa ou não, somos os campeões da paixão despertada pela bola." (Texto extraído do livro Brasil, o País do Futebol, de Betty Milan.) Em nosso país o futebol mobiliza: o brasileiro para, vibra, debate e chora. Levando em consideração que a pedagogia de projetos parte dos interesses e necessidades dos alunos, a Copa do Mundo, sem dúvidas, é um tema rico em possibilidades. Devemos aproveitar toda essa mobilização para dar mais sentido às aulas, trabalhando de forma interdisciplinar e abordando temas atuais e transversais como: Pluralidade Cultural, Meio Ambiente, Saúde, Trabalho e Consumo, o que permitirá que as crianças descubram diferentes culturas, conheçam várias etnias, valorizando-as e respeitando-as. Para tanto, é fundamental: • Repudiar a discriminação baseada em diferenças de raça, religião, classe social, nacionalidade e sexo. • Estimular a pesquisa, fazendo com que os alunos busquem curiosidades e informações sobre os países participantes da Copa. • Identificar as regras disciplinares que envolvem a organização do time e comparar com as regras do dia a dia, na escola e Sociedade. • Desenvolver o senso crítico em busca de soluções a curto e longo prazo, usufruindo da competição para promover reflexões, interpretações e argumentações. • Explorar diferentes meios de comunicação, levando jornais, revistas, músicas, filmes, noticiários e internet para sala de aula. • Aproveitar a oportunidade para que as crianças lidem com a frustração – o ganhar e o perder, encarando como fato natural. Muitas vezes aprendemos mais com as derrotas do que com as vitórias. • Valorizar o espírito de equipe nas atividades propostas. É urgente colocar sentimento e esperança, ousadia e inovação, entusiasmo e paixão no ato de educar. Por isso, basta usar a criatividade e o segundo semestre escolar, baseado no projeto Copa do Mundo envolverá a comunidade, desenvolvendo a construção de conhecimentos pautados na vida real. Nos projetos, os professores e alunos interagem na organização dos conhecimentos, eles aprendem juntos. Os alunos situam-se diante da informação a partir de suas próprias possibilidades e recursos. O aluno descobre que não se aprende somente na escola e que o professor não é dono da verdade absoluta e que aprender pode ser muito divertido. ---● MASCOTE DA COPA DO MUNDO 2010 É 'VERDE E AMARELO'● --- Um simpático leopardo chamado Zakumi. Este é o mascote da Copa do Mundo da Fifa de 2010 na África do Sul. Para nossa felicidade o mascote tem as cores do Brasil ‘verde e amarelo’. A escolha do nome foi baseada nos termos “ZA” (abreviação de África do Sul) e “Kumi” (numeral dez em muitos idiomas africanos, o ano da Copa). Então Za + kumi = África do Sul 2010. Zakumi é um leopardo com o cabelo verde e a mascote oficial para de FIFA para a Copa do Mundo de 2010 na África do Sul. Você sabe o que significa Zakumi? O código "ZA" representa a África do Sul ("Zuid-Afrika" em holandês) e "Kumi" significa dez (ano da Copa do mundo) em várias línguas africanas. A palavra "Zakumi" também pode ser entendida como "vem aqui" em algumas línguas sul-africanas. Zakumi foi apresentado em 22 de setembro de 2008, mas a mascote "nasceu" em 16 de junho de 1994, dia da juventude na África do Sul. O ano de 1994 representa o nascimento de uma nova África do Sul, com a introdução das eleições democráticas no país. Como Zakumi terá 16 anos na Copa do Mundo ele também representa a nova geração que nasceu num país sem a política racista do Apartheid. ---- ● LISTA DE TODOS OS MASCOTES DAS COPAS DO MUNDO(1930-2006)● ---- Mascote da Copa de 1966 na Inglaterra - Willie - um leão Mascote da Copa de 1970 no México - Juanito Mascotes da Copa de 1974 na Alemanha Ocidental - Tip e Tap - dois jovens Mascote da Copa de 1978 na Argentina - Gauchito - um garoto Mascote da Copa de 1982 na Espanha - Naranjito - uma laranja Mascote da Copa de 1986 no México - Pique - uma pimenta Mascote da Copa de 1990 na Itália - Ciao - um boneco Mascote da Copa de 1994 nos Estados Unidos - Striker - um cão Mascote da Copa de 1998 na França - Footix - um galo Mascotes da Copa de 2002 na Coreia do Sul e Japão - Ato, Kaz e Nik - criaturas futurísticas Mascotes da Copa de 2006 - Goleo VI e Pille Zakumi, o mascote da Copa do Mundo de 2010 na África do Sul - 19º Copa do Mundo Fifa Copa do Mundo de 2014 no Brasil - a definir ------ ●●●● ------------●●●●-------------- ●●●● ------ ------●●●● SUA SELEÇÃO É SHOW DE BOLA! ●●●●------ ------●●●● TABELA DA COPA DO MUNDO 2010 ●●●● ------ A Copa terá início no dia 11 de junho, tendo a partida inicial entre a África do Sul x México em Johanesburgo. O Brasil vai ter sua estréia no dia 15 também em Johanesburgo contra os norte-coreanos. ------●●● BANDEIRAS DA COPA DO MUNDO ●●●------ ------ ●●● NO CLIMA DA COPA ●●●------ • Enfeite a escola de verde e amarelo; • Organize a mini copa escolar; • Envolva o projeto de leitura explorando livros, gibis e notícias sobre futebol; • Corresponda-se com escolas de outros países; • Divulgue as descobertas e produções dos alunos – fotografe e filme cada etapa; • Nos dias dos jogos, organize um espaço na escola para que todos possam assistir e torcer juntos, mas não torne a atividade obrigatória. ------ ● ATIVIDADES QUE UNEM MOVIMENTO E MÚSICA ●------ “A música não é apenas um divertimento, mas um meio profundo de educar; veículo preponderante na formação do caráter e da educação de uma raça.” Sabemos da grande importância e influência da música na vida das pessoas. A música é ritmo, harmonia e melodia que motiva com exclusividade todo ser humano, e assim, contribui ativamente para a formação ou restauração da ordem mental do homem. A música contribui para desenvolver na criança qualidades sociais, facilitar a criatividade, desenvolver o espírito de iniciativa, o desembaraço, facilitando a formação da personalidade. No processo de comunicação o som faz com que as pessoas se relacionem, trabalhem e vivam em sociedade interagindo. O som da voz do professor dirigida ao aluno pode ser um elemento facilitador ou não da interação entre ambos. A exposição ao som desperta os processos sensório-perceptível do cérebro, e que a sua adequada utilização estimula a atenção, propriedade intensificada quando o som se faz sob a forma de música. A música pode tencionar ou relaxar independentemente de nossa capacidade ou vontade. A música desperta a atenção e estimula a confiança do indivíduo em si mesmo; ela pode dar vigor, levantar ânimo, ou deprimir, dependendo do estilo musical. A interação docente-aluno nem sempre é fácil, o que pode prejudicar o processo ensino-aprendizagem. Esta relação pode ser facilitada com o uso da música. Muitas vezes as crianças sentem-se inibidas, mas aos poucos se acostumam e vão assimilando com naturalidade a atividade musical de acordo com o ritmo da canção. O educador é o grande responsável pelo despertamento das mentes infantis para as emoções e sentimentos superiores da alma. Não basta que a música e/ ou a dança sejam alegres. É fundamental que despertem sentimentos nobres, traduzindo a verdadeira alegria. Assim sendo, o clima festivo da Copa do Mundo pode render excelentes atividades musicais, que movimentarão crianças de todas as idades. ------ ●●●● VAMOS CANTAR ●●●● ------ LINKS: • Coração Verde e Amarelo: http://www.4shared.com/audio/vlbmJs3K/Corao_Verde_e_Amarelo.html • Skank - Tema Da Coca Cola - Copa 2010: http://www.4shared.com/audio/_uq0TNd4/Skank_-_Coca_Cola_Copa_do_Mund.htm • Fio Maravilha: http://www.4shared.com/audio/wx5LRrrA/Jorge_benjor_-_fio_maravilha_-.htm • Copa Remix: http://www.4shared.com/audio/EiVcbjPn/Musica_tema_da_copa_do_mundo_2.htm • Skank - É Uma Partida De Futebol http://www.4shared.com/audio/55jXry0c/01_Skank_-__Uma_Partida_De_Fut.htm • A taça do mundo é nossa – tema da Copa de 70 : http://www.4shared.com/audio/zKfTJdU3/Titulares_Do_Ritmo_-_A_Taa_Do_.htm • Vai Brasil - Tributo à Seleção Brasileira de Futebol Copa 2010 http://www.4shared.com/audio/5nbbQp83/Vai_Brasil_-_Tributo__Seleo_Br.htm • Voa, canarinho – tema da Copa de 82 http://www.4shared.com/audio/0nKRFRK3/Tema_de_Futebol_-_Copa_de_82_-.ht • Que bonito é (na cadência do samba) http://www.4shared.com/audio/vp-sVdh7/Daniela_Mercury_-_Na_Cadncia_D.ht • Paz, carnaval e futebol : http://www.4shared.com/audio/VJZlgpFW/Cludia_Leite_-_Paz_Carnaval_e_.htm --- ●●● ATIVIDADES SOBRE A COPA DO MUNDO 2010 ●●● --- ------ ●●●● O MASCOTE ZAKUMI GRANDE ●●●●------ Para você que quer fazer um painel sobre a copa ou para enfeitar a porta da sua sala de aula, veja ai o zakumi, mascote da copa do mundo 2010. (Imprimir em 4 folhas de papel A4). ---●●● IDENTIFICANDO NO MAPA MUNDI ●●●--- ------ ●●●● ---OUTRAS---●●●● ------ ---●●● PARA COLORIR ●●●--- Divirta-se! ---●●● CALENDÁRIO ●●●--- ---●●● POESIA: CLIMA DA COPA ●●●--- ---●●● CARTA ENIGMÁTICA COM O TEMA COPA ●●●--- ---●●● CRUZADINHA DA COPA ●●●--- ------ ●●●● -------------------------- ●●●● ------ ------ ●●●● -------------------------- ●●●● ------ ------ ●●●● ------------●●●●-------------- ●●●● ------ “A alegria não chega apenas no encontro do achado, mas faz parte do processo da busca. E ensinar e aprender não pode dar-se fora da procura, fora da boniteza e da alegria.” (Paulo Freire) • PESQUE A BOLA: Divide-se a turma em dois grupos. Cada um deles deverá sentar-se numa das linhas laterais da quadra. Em seguida, dá-se um número para os alunos de um grupo e repetem-se esses números no outro grupo. O professor coloca uma bola no centro da quadra. Ao som da canção todos devem dançar e trocar os números. Quando a música parar a professora fala bem alto um número. Os dois alunos (um de cada equipe) que tiverem esse número sairão correndo para tentar pegar a bola. Quem conseguir alcançá-la antes marca um ponto para sua equipe. • FUTEBOL EM CÍRCULO: Dispõem-se os alunos em círculos. Eles devem ficar de pernas abertas de maneira que os pés toquem nos pés dos companheiros ao seu lado. Em seguida, devem se agachar para tentar cobrir com as mãos a abertura formada pelas pernas. É jogada uma bola no círculo e todos os alunos devem tentar passar a bola por entre as pernas dos companheiros enquanto toca uma música. Os jogadores não podem segurar a bola, mas apenas empurrá-la. Quem deixar passar a bola por entre as pernas, terá que virar e jogar de costas para o círculo. Quando a música parar todos devem parar de empurrar a bola e recomeçar só quando também recomeçar a música. Vence aquele que ficar por último. • CABEÇOBOL: Divide-se a turma em duas equipes, que devem se espalhar pela quadra. As trocas de bola devem ser feitas através de passes. Quem receber a bola deve segurá-la e imediatamente passá-la para o companheiro mais próximo ao gol adversário, que deve tentar marcar de cabeça. A equipe adversária deve tentar interceptar a bola, agarrando-a sem que haja contato com o adversário. Quem estiver com a bola não pode andar com ela, deve primeiro passar a bola para depois se deslocar. O gol só pode ser feito dentro da área e de cabeça. • GOL DE LETRA: Material: • Marcas para o gol • Venda para os olhos • Fichas com perguntas e respostas sobre a Copa do Mundo ou do tema escolhido pelo professor. • Quadro. Procedimento: • Cada equipe deverá ter duplas de goleiros e artilheiros • O artilheiro faz um pergunta para o goleiro adversário, se errar, o goleiro deverá defender o gol de olhos vendados. • Ganha a equipe que fizer mais gols. • Organizar as duplas em sistema de rodízio: goleiro-artilheiro / artilheiro-goleiro. De forma que a cada rodada o artilheiro será de uma equipe. • Se o jogo se prolongar, sorteia-se os participantes. ------ ●●●● -------------------------- ●●●● ------ DANÇA COM BALÃO: Material: balões coloridos verdes e amarelos e canetas hidrográficas. Cada criança recebe um balão colorido, escreve seu nome com a caneta hidrográfica no balão ou faz um desenho. Ao som da música todos dançam separadamente com o balão. O educador mudará as instruções: equilibrar o balão sobre a cabeça, na palma da mão, na ponta do dedo, dançar com a bola no pé, dançar em duplas, jogando a bola para o alto e batendo palmas no ritmo, etc. DANÇA NO LUGAR: Usando música com ritmo bem marcado, pedir que o grupo, em roda, sem sair do lugar, dance: • somente com os pés • somente com as pernas • somente com os quadris • somente com o tórax • somente com a boca • somente com os braços • somente com as mãos • somente com as cabeças • Etc... FECHAR E ABRIR O CÍRCULO Todas as crianças e o educador estão em círculo, de mãos dadas. Lentamente vão caminhando para a frente, abaixando o tronco e cabeça, ao mesmo tempo dobrando os joelhos e assim encolhendo todo o corpo, até chegarem ao centro, em uma formação bem unida. Em seguida, também lentamente, vão se afastando do centro, esticando o corpo (tronco, cabeça e pernas), abrindo a roda o mais possível até os braços se esticarem totalmente, continuando de mãos dadas. Os movimentos de abaixar, ao fechar o círculo e o esticar, ao abri-lo, devem ser realizados de maneira bem contínua, durante todo o tempo determinado para abrir e fechar o círculo. Fazer isto várias vezes, em diferentes velocidades: lenta, moderada, rápida e muito rápida. ------ ●●●● -------------------------- ●●●● ------ Desde pequenos podemos ver as crianças torcendo pelos times de futebol que os pais torcem. Mas quando se trata do Brasil, a torcida se une, se alegra, se abraça e comemora cada segundo até chegar à palavra mágica GOLLLLLLLLLL DO BRASIL! Então, como trazer essa temática para a creche? • Comece explicando às crianças o que é a copa. Sonde seus conhecimentos prévios sobre o tema. • Crianças de 0 a 3 anos necessitam de recursos visuais que facilitem seu entendimento. Logo, é importante enfeitar a sala de aula e munir-se de objetos como: bandeiras, viseiras, camisetas, brinquedos, etc. • O esporte faz bem a saúde. Partindo desse princípio, explique aos alunos que para jogar futebol precisamos ter uma alimentação saudável. Monte, junto com os alunos, um cartaz com imagens de alimentos que fazem bem a saúde e fotos de pessoas correndo, jogando bola, andando e exercitando. • Os animais fazem parte do universo das crianças de 0 a 3 anos, leve para sala de aula bichos de pelúcia de girafa, leão, elefantes, etc. objetivando explorar a fauna da África. • Assista o filme o Rei Leão da Disney, apontado a fauna e a flora da África. • Junto com as crianças confeccione: - A savana da África – criando animais de materiais recicláveis e árvores de mãos; - A bandeira do Brasil com o carimbo dos dedos e das mãos das crianças; - Máscaras africanas com caixa de leite e argila; - Totens africanos com garrafa pet e caixas de tamanhos diversos; - Mandalas de colagem com folhas, sementes, tampinhas de garrafa pet e bolinhas amassadas de papel colorido. - Móbile com fitas nas cores do Brasil para que as crianças possam passar as mãos. - Confeccionar o mascote da Copa e um boneco com características africanas para ficar na sala, aproveitar para explorar a cor da pele, o cabelo, as vestimentas típicas e etc. O boneco e o mascote podem até passear na casa das crianças nos finais de semana. • Organize a torcida BABY da copa do mundo com apitos, pom pom, camisetas e viseiras . • Decorar a sala com bolas e bandeiras coloridas nas cores verde e amarela. • Organize uma oficina musical. A música desperta o interesse dos pequeninos. Use instrumentos musicais de sucata. • Selecionar uma culinária típica de cada país participante da Copa e degustar com a turma. -----●●●●--------- ●●●● ------ ------ ●●●● -------------------------- ●●●● ------ ------ ●●● OS RECORDES DAS COPAS DO MUNDO ●●● ------ O maior campeonato do futebol mundial, entre 1930 e 2006. Quem é o maior artilheiro? Quem fez mais gols em uma edição? E em um jogo? Quem marcou o gol mais rápido? Qual o jogador mais velho a ter disputado uma partida? Qual o jogador mais novo a ter disputado uma final? Vamos lá... Os estádios mais comuns: O local que mais recebeu partidas de Copas do Mundo é o Estádio Azteca, na Cidade do México. Foram 19 partidas nesse campo, pelas Copas de 1970 e 1986. O segundo estádio mais comum também é mexicano: o Jalisco, em Guadalajara, recebeu 14 jogos. Cinco estádios tiveram 10 jogos: - Gottlieb-Daimler-Stadion, antigo Neckarstadion, em Stuttgart, na Alemanha (1974 e 1990). - Waldstadion, em Frankfurt, na Alemanha (1974 e 1990). - Westfalenstadion, em Dortmund, na Alemanha (1974 e 1990). - Estádio Nacional, em Santiago do Chile (1962). - Estádio Centenário, em Montevideo, no Uruguai (1930). Os maiores artilheiros 1) Ronaldo (Brasil), 15 gols. 2) Gerd Müller (Alemanha Ocidental), 14 gols. 3) Just Fontaine (França), 13 gols. 4) Pelé (Brasil), 12 gols. 5) Jürgen Klinsmann (Alemanha) e Sándor Kocsis (Hungria), 11 gols. Os maiores artilheiros em uma mesma edição 1) Just Fontaine (França, 1958), 13 gols. 2) Sándor Kocsis (Hungria, 1954), 11 gols. 3) Gerd Müller (Alemanha Ocidental, 1970), 10 gols. 4) Ademir (Brasil, 1950) e Eusébio (Portugal, 1966), 9 gols. Os maiores artilheiros em uma só partida 1) Oleg Salenko, 5 gols (Rússia 6 x 1 Camarões, 1994). 2) Ernest Wilimowski, 4 gols (Polônia 5 x 6 Brasil, 1938). Sándor Kocsis, 4 gols (Hungria 8 x 3 Alemanha Oc., 1954). Just Fontaine, 4 gols (França 6 x 3 Alemanha Oc., 1958). Eusébio, 4 gols (Portugal 5 x 3 Coréia do Norte, 1966). Emilio Butragueño, 4 gols (Espanha 5 x 1 Dinamarca, 1986). Mais participações em Copas 1) Antonio Carbajal (México) - 1950, 1954, 1958, 1962 e 1966. Lothar Matthäus (Alemanha) - 1982, 1986, 1990, 1994 e 1998. 3) Carlos Castilho (Brasil) - 1950, 1954, 1958 e 1962. Nilton Santos (Brasil) - 1950, 1954, 1958 e 1962. Djalma Santos (Brasil) - 1954, 1958, 1962 e 1966. Pelé (Brasil) - 1958, 1962, 1966 e 1970. Bobby Charlton (Inglaterra) - 1958, 1962, 1966 e 1970. Lev Yashin (União Soviética) - 1958, 1962, 1966 e 1970. Uwe Seeler (Alemanha Oc.) - 1958, 1962, 1966 e 1970. Karl-Heinz Schnellinger (Alemanha Oc.) - 1958, 1962, 1966 e 1970. Enrico Albertosi (Itália) - 1962, 1966, 1970 e 1974. Gianni Rivera (Itália) - 1962, 1966, 1970 e 1974. Pedro Rocha (Uruguai) - 1962, 1966, 1970 e 1974. Sepp Maier (Alemanha Oc.) - 1966, 1970, 1974 e 1978. Dino Zoff (Itália) - 1970, 1974, 1978 e 1982. Leão (Brasil) - 1970, 1974, 1978 e 1986. Wladyslaw Zmuda (Polônia) - 1974, 1978, 1982 e 1986. Diego Maradona (Argentina) - 1982, 1986, 1990 e 1994. Giuseppe Bergomi (Itália) - 1982, 1986, 1990 e 1998. Jim Leighton (Escócia) - 1982, 1986, 1990 e 1998. Andoni Zubizarreta (Espanha) - 1986, 1990, 1994 e 1998. Enzo Scifo (Bélgica) - 1986, 1990, 1994 e 1998. Van der Elst (Bélgica) - 1986, 1990, 1994 e 1998. Marc Wilmots (Bélgica) - 1990, 1994, 1998 e 2002. Paolo Maldini (Itália) - 1990, 1994, 1998 e 2002. Myung Bo Hong (Coréia do Sul) - 1990, 1994, 1998 e 2002. Fernando Hierro (Espanha) - 1990, 1994, 1998 e 2002. Jacques Songo'o (Camarões) - 1990, 1994, 1998 e 2002. Cafu (Brasil) - 1994, 1998, 2002 e 2006. Ronaldo (Brasil) - 1994, 1998, 2002 e 2006. Sami Al Jaber (Arábia Saudita) - 1994, 1998, 2002 e 2006. Mohamed Al-Deayea (Arábia Saudita) - 1994, 1998, 2002 e 2006. Mais jogos em Copas 1) Lothar Matthäus (Alemanha Oc./Alemanha), 25 jogos. 2) Paolo Maldini (Itália), 23 jogos. 3) Diego Maradona (Argentina), 21 jogos. Wladyslaw Zmuda (Polônia), 21 jogos. 5) Cafu (Brasil), 20 jogos. Grzegorz Lato (Polônia), 20 jogos. Uwe Seeler (Alemanha Oc.), 20 jogos. 8) Ronaldo (Brasil), 19 jogos. Wolfgang Overath (Alemanha Oc.), 19 jogos. Berti Vogts (Alemanha Oc.), 19 jogos. Karl-Heinz Rummenigge (Alemanha Oc.), 19 jogos. Mais tempo em campo Paolo Maldini (Itália), 2220 minutos entre 1990 e 2002. Mais tempo sem sofrer gol Durante a Copa de 1990, o goleiro italiano Walter Zenga manteve sua meta intacta durante incríveis 517 minutos. Mais participações em finais Cafu (Brasil): 1994, 1998 e 2002. (OBS.: algumas listas citam Pierre Littbarski e Lothar Matthäus, ambos da Alemanha Ocidental, que disputou as finais de 1982, 1986 e 1990. Porém, em 1982 Matthäus não jogou a final, e em 1986 Littbarski não jogou a final. Portanto, o único a ter disputado três finais de fato é Cafu.) Três gols na final Somente um atleta conseguiu a proeza até hoje: o inglês Geoff Hurst, em 1966, contra a Alemanha Ocidental. Jogador mais jovem a disputar uma partida Norman Whiteside (Irlanda do Norte), em 1982, aos 17 anos e 42 dias. Jogador mais jovem a marcar um gol Pelé (Brasil), em 1958, aos 17 anos e 239 dias, contra o País de Gales. Jogador mais jovem a disputar uma final Pelé (Brasil), em 1958, aos 17 anos e 249 dias. Jogador mais velho a disputar uma partida Roger Milla (Camarões), em 1994, aos 42 anos e 39 dias. Jogador mais velho a marcar um gol Roger Milla (Camarões), em 1994, aos 42 anos e 39 dias. Jogador mais velho a disputar uma final Dino Zoff (Itália), em 1982, aos 40 anos e 133 dias. O gol mais rápido Foi do turco Hakan Sukur, contra a Coréia do Sul, na decisão do terceiro lugar em 2002. O gol foi assinalado aos 11 segundos de jogo. Veja a lista dos gols mais rápidos: 1) Hakan Sukur (Turquia x Coréia do Sul, 2002): 11 segundos. 2) Vaclav Masek (Tchecoslováquia x México, 1962): 15 segundos. 3) Seung Zin Pak (Coréia do Norte x Portugal, 1966): 23 segundos. 4) Ernst Lehner (Alemanha x Áustria, 1934): 24 segundos. 5) Bryan Robson (Inglaterra x França, 1982): 27 segundos. 6) Bernard Lacombe (França x Itália, 1978): 37 segundos. Mais cartões 1) Zinedine Zidane (França, 4 amarelos e 2 vermelhos). 2) Cafu (Brasil, 6 amarelos). RECORDES DE TREINADORES: - o único treinador bicampeão é o italiano Vittorio Pozzo, que venceu as edições de 1934 e 1938. - o treinador com mais partidas (25) e vitórias (16) é o alemão Helmut Schön, que comandou a Alemanha Ocidental entre 1966 e 1978. - as marcas de Helmut podem ser superadas em 2010 pelo brasileiro Carlos Alberto Parreira, que até 2006 obteve 21 jogos e 10 vitórias. - o técnico que comandou mais seleções diferentes é o sérvio Bora Milutinovic (México 1986, Costa Rica 1990, EUA 1994, Nigéria 1998, e China 2002). Curiosamente, Bora não treinou a própria Sérvia. - Bora será igualado em 2010 pelo brasileiro Carlos Alberto Parreira. O pé-de-uva já dirigiu Kuwait (1982), Emirados Árabes Unidos (1990), Brasil (1994 e 2006) e Arábia Saudita (1998). Em 2010, treinará a África do Sul. - o treinador com mais vitórias consecutivas é o brasileiro Luiz Felipe Scolari (11 vitórias: 7 com o Brasil 2002, e 4 com Portugal 2006). RECORDES DE EQUIPES: Maiores campeões 1) Brasil, 5 (1958, 1962, 1970, 1994 e 2002). 2) Itália, 4 (1934, 1938, 1982 e 2006). 3) Alemanha, 3 (1954, 1974 e 1990). 4) Uruguai, 2 (1930 e 1950). Argentina, 2 (1978 e 1986). 6) Inglaterra, 1 (1966). 7) França, 1 (1998). Mais participações em finais 1) Brasil, 7 (1950, 1958, 1962, 1970, 1994, 1998 e 2002). Alemanha, 7 (1954, 1966, 1974, 1982, 1986, 1990 e 2002). 3) Itália, 6 (1934, 1938, 1970, 1982, 1994 e 2006). 4) Argentina, 4 (1930, 1978, 1986 e 1990). Mais participações em Copas 1) Brasil, 18 (todas). 2) Alemanha, 16 (todas exceto 1930 e 1950). Itália, 16 (todas exceto 1930 e 1958). 4) Argentina, 14 (todas exceto 1938, 1950, 1954 e 1970). 5) México, 13 (todas exceto 1934, 1938, 1974, 1982 e 1990). Mais jogos disputados 1) Brasil e Alemanha (92 cada). 3) Itália (77). 4) Argentina (65). 5) Inglaterra (55). 6) França (51). 7) Espanha (49). 8) México (45). Mais vitórias conquistadas 1) Brasil (64). 2) Alemanha (55). 3) Itália (44). 4) Argentina (33). 5) Inglaterra (25) 6) França (24). 7) Espanha (22). Mais derrotas sofridas 1) México (22). 2) Argentina (19). Os ataques mais positivos 1) Brasil (201). 2) Alemanha (190). 3) Itália (122). 4) Argentina (113). 5) França (95). 6) Hungria (87). 7) Espanha (80). 8) Inglaterra (74). As defesas mais vazadas 1) Alemanha (112). 2) Brasil (84). 3) Argentina (74). 4) Itália (69). As maiores goleadas 1) Hungria 10 x 1 El Salvador (1982). 2) Hungria 9 x 0 Coréia do Sul (1954). Iugoslávia 9 x 0 Zaire (1974). Maior sequência de vitórias: Brasil (11 jogos entre 2002 e 2006). Maior número de vitórias numa mesma edição: Brasil (7 vitórias em 2002). Maior número de gols numa mesma edição: Hungria (27 gols em 1954). PARTIDAS MAIS COMUNS: 1) Brasil x Suécia (7 jogos: 1938, 1950, 1958, 1978, 1990, 1994 [2x]). 2) Alemanha x Iugoslávia (6 jogos: 1954, 1958, 1962, 1974, 1990, 1998)*. * Alemanha e Sérvia estão no mesmo grupo em 2010, de modo que o confronto Alemanha x Iugoslávia chegará à sétima partida, igualando-se ao confronto Brasil x Suécia. 3) Brasil x Itália (5 jogos: 1938, 1970, 1978, 1982, 1994). Brasil x Espanha (5 jogos: 1934, 1950, 1962, 1978, 1986). Brasil x Tchecoslováquia (5 jogos: 1938 [2x], 1962 [2x], 1970). Alemanha x Argentina (5 jogos: 1958, 1966, 1986, 1990, 2006). Alemanha x Itália (5 jogos: 1962, 1970, 1978, 1982, 2006). Argentina x Inglaterra (5 jogos: 1962, 1966, 1986, 1998, 2002). Argentina x Itália (5 jogos: 1974, 1978, 1982, 1986, 1990). França x Itália (5 jogos: 1938, 1978, 1986, 1998, 2006). 4) Brasil x Argentina (4 jogos: 1974, 1978, 1982, 1990). Brasil x Escócia (4 jogos: 1974, 1982, 1990, 1998). Brasil x França (4 jogos: 1958, 1986, 1998, 2006). Brasil x Inglaterra (4 jogos: 1958, 1962, 1970, 2002). Brasil x Iugoslávia (4 jogos: 1930, 1950, 1954, 1974). Brasil x Polônia (4 jogos: 1938, 1974, 1978, 1986). Alemanha x Áustria (4 jogos: 1934, 1954, 1978, 1982). Alemanha x Inglaterra (4 jogos: 1966, 1970, 1982, 1990). Alemanha x Suécia (4 jogos: 1934, 1958, 1974, 2006). Alemanha x Suíça (4 jogos: 1938 [2x], 1962, 1966). Argentina x Holanda (4 jogos: 1974, 1978, 1998, 2006). Áustria x Itália (4 jogos: 1934, 1978, 1990, 1998). Bélgica x URSS/Rússia (4 jogos: 1970, 1982, 1986, 2002). CURIOSIDADES: Antes e depois da guerra Dois atletas participaram das Copas de 1938 e 1950, separadas pela II Guerra Mundial. São eles o suíço Alfred Bickel e o sueco Erik Nilsson. Em 1938, Bickel foi eleito "o melhor jogador jovem da Copa do Mundo". Em 1950, Bickel veio ao Brasil como um dos atletas experientes de sua seleção. Em 1952, Bickel voltaria ao Brasil com seu time, o Grasshopper-Club, para disputar a Copa Rio (campeonato mundial interclubes da época, vencido pelo Fluminense). As seleções anfitriãs sempre passaram da primeira fase Até mesmo o Japão e a Coréia do Sul, em 2002, conseguiram se classificar na primeira fase. Conseguirá a África do Sul manter a escrita, mesmo no grupo da morte? Batalha campal O jogo Portugal x Holanda, pela Copa do Mundo de 2006, apitado pelo russo Valentin Valentinovich Ivanov, entrou para a história pelo elevado número de cartões distribuídos. Ao todo, foram 16 cartões amarelos e 4 cartões vermelhos! Curiosidade extra: Ivanov é filho de Valentin Kozmich Ivanov, atacante da União Soviética nas Copas de 1958 e 1962. Dois goleiros do mesmo time O Fluminense detém uma marca curiosa: é até hoje o único clube da história a fornecer os dois goleiros a uma seleção numa Copa do Mundo. Em 1954, Carlos Castilho foi o titular do Brasil, e Veludo foi o reserva. Maior público 16/07/1950 - Brasil 1 x 2 Uruguai - Maracanã (Rio de Janeiro, Brasil) O público registrado nas roletas foi de 199.854 presentes. Há, porém, relatos de que muita gente entrou no Maracanã sem ser contabilizada. Os palcos mais frequentes O local que mais recebeu partidas de Copas do Mundo é o Estádio Azteca, na Cidade do México. Foram 19 partidas nesse campo, pelas Copas de 1970 e 1986. O segundo estádio mais comum também é mexicano: o Jalisco, em Guadalajara, recebeu 14 jogos. Cinco estádios tiveram 10 jogos: - Gottlieb-Daimler-Stadion, antigo Neckarstadion, em Stuttgart, na Alemanha (1974 e 1990). - Waldstadion, em Frankfurt, na Alemanha (1974 e 1990). - Westfalenstadion, em Dortmund, na Alemanha (1974 e 1990). - Estádio Nacional, em Santiago do Chile (1962). - Estádio Centenário, em Montevideo, no Uruguai (1930). Partida com mais gols 26/06/1954 - Áustria 7 x 5 Suíça - La Pontaise (Lausanne, Suíça) Única equipe campeã fora de casa Até hoje, a única seleção que já conquistou a Copa do Mundo fora de seu continente é o Brasil. A façanha foi obtida em 1958, na Suécia, e em 2002, na Ásia (Coréia do Sul e Japão). Única campeã que não venceu em casa Até hoje, sete seleções já venceram o Mundial. Seis delas conquistaram uma Copa em seu próprio território: Uruguai-1930, Itália-1934, Inglaterra-1966, Alemanha-1974, Argentina-1978 e França-1998. A única campeã que nunca levantou a taça em casa é o Brasil, vice-campeão em pleno Maracanã, em 1950. Únicos a marcar gols em todos os jogos de uma edição O atacante Jairzinho (Brasil) fez gols em todas as 6 partidas da Copa do Mundo de 1970, no México. Antes dele, o lendário Preguinho (Brasil) fez gols nas 2 partidas da Seleção na Copa do Mundo de 1930 (mas a Seleção não passou de fase). Único tricampeão como jogador Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, é até hoje o único atleta a conquistar três vezes a Copa do Mundo como jogador: 1958, 1962 e 1970. Único tetracampeão Zagallo é o único homem da história a ter participado de quatro conquistas: 1958 e 1962 como jogador, 1970 como técnico, e 1994 como auxiliar. Fontes de pesquisa: - Copa do Mundo FIFA (Wikipedia). - FIFA World Football. - Presença: Matthäus e Carbajal, os pentamundialistas. - Recordes da Copa do Mundo FIFA (Wikipedia). - Top 10 FIFA World Cup Appearances. ●●●● SIGNIFICADO DAS CORES DA BANDEIRA BRASILEIRA ●●●● As quatro cores da Bandeira Nacional representam simbolicamente as famílias reais de que descende D. Pedro I, idealizador da Bandeira do Império. Com o passar do tempo, essa informação foi sendo substituída por uma adaptação feita pelo povo brasileiro. Dentro deste contexto, o verde passou a representar as matas, o amarelo as riquezas do Brasil, o azul o seu céu e o branco a paz que deve reinar no Brasil. ------ ●●●● ------------●●●●-------------- ●●●● ------

Nenhum comentário: